Motos de Pensamento

Esculpir modos de pensamentos por Nathalie Decoster convida as pessoas a refletir sobre a tolerância e o respeito pelos outros, busca de diversidade em fontes de riqueza. Tendo como ocasiao , a analise das construçoes mentais fora dos preceitos da sociedade baseada no conceito de liberdade. e, finalmente, considerar a fragilidade, o carater versátil de nossas emoções, que prevalescem em nossas vidas.
A dialética entre dois modos de pensamento opostos e portanto inseparáveis presente neste “Leste-Oeste”, revela a grande solidão do dogma. Ao contrario da escultura “Stereo”, retrata a unidade encontrada na diferença, a harmonia perfeita, a graça, o valor oferecido pelo reconhecimento da liberdade dos outros.
Em “Todos os caminhos levam a Roma” discreta lição de vida e respeito pelos outros, nos somos convidados a considerar que a única medida possível de um caminho individual é o da felicidade.a Mesma coisa acontece com a obra de “A a Z”, onde há verdadeiros fogos de artifício reais, o que nos mostra a diversidade infinita de opções de vida, de oportunidades que sao oferecidas.
A obra “Deux ex machina”, simboliza a emergência da espiritualidade e do pensamento religioso, representado por um personagem divino, ou o seu avatar contemporâneo, o empresário em meio a uma multidão de homens feitos ativistas repetitivos. Novo num piscar de olhos, “sentido giratorio”, um humor caro que para o artista cria uma sensação de homogeneidade, passagem obrigatória e, finalmente, a postura gregária.
A escultura “Ponto de vista”, mais otimista, nos fala da visao do mundo e da vida por definição, em plena dificuldade de comunicação, mas ao mesmo tempo com trocas mutuas de convivência feliz. A diversidade de modos de pensamento estão também no seio do casal. Então, descobre que há em “face à face II”, dois seres dentro de um pensamento “quadrado” e um outro “redondo”, uma razão, e outro emoção …
Mas “Face à face I”, vem de uma inspiraçao primitiva que expressa o complemento perfeito dos inseparáveis, plena e desvinculada da mulher e do homem. Concentrando-se na estrutura de nosso estado de espirito por ela mesma. “Brainstorming I e II” chamamos de conceito de pensamento divergente “fora da moldura”, que dentro de um exercício de liberdade e fantasia mais ou menos controlados, se desfaz de contratempos para melhor se inspirar. Uma maneira de pensar, isso também pode ser o que é mais profundo em nós: o nosso humor, nossa personalidade, nosso destino, que é basicamente a nossa singularidade.
Foi em busca de encontrar um trabalho invisível que Nathalie Decoster encontrou sua plena força de expressão. “De um dia para outro” poe em cena dois seres, talvez um casal em equilíbrio, sobre a balança da vida, alternando entre o modo maior e menor, numa situação de sucesso ou felicidade efêmera por natureza.
A escultura “Faça o vazio” evoca este momento perigoso, onde nos sentimos suspenso por um fio, isolado do mundo, à espera de um renascimento. A fuga de notas musicais em liberdade “Se La So” é uma ode à leveza e alegria, que une, apesar dos diferentes contextos, os dançarinos ao redor do mesmo modo de ser. Enquanto, em ” vadiagem “convida-nos a perder um tempo delicioso, mesmo tendo que perder a chave dos caminhos,” Delirium “, lembra o eclético, e até mesmo uma desordem que seja em nossas vidas ou nossos pensamentos férteis. idêntico, o sonhador bêbado de “Na lua”, aberto aos encontros como os contratempos que nos surpreendem em plena racionalidade fantasiosa, nos leva a pensar que a mais rica nao é sem duvida a linha direita…
Mas sombria ,as obras “Quem se esfrega se pica” e “Ser e aparecer ” destacam os seres de luz isolados em suas torres de marfim ou atrás de paredes de aparências e convenções, folheados de certezas que são todos defendidas e que significam o quanto é dificil sermos nos mesmos na sociedade de hoje.

Veja outros temas

FILOSOFIA